Concorde, O Avião Supersônico

quinta-feira, janeiro 28, 2016


O Concorde durante a década de 70 e 80, foi o avião supersônico em todos sonhavam viajar. Com a semelhança de um pássaro, ele possui a cabine móvel, quando pousava seu "bico" abaixava, mas quando levantava vôo, a cabine se alinhava com o restante do avião, para uma melhor aerodinâmica e assim quebrar a barreira do som.


Sua historia começou em 1965, com a construção do primeiro protótipo pela empresa francesa Aérospatiale. Em 1967, foi concluído o protótipo, mas ele só fez seu vôo inaugural de teste em Março de 1969, atingindo a velocidade supersônica de 1.100 km/h.
O segundo protótipo atingiu o dobro da velocidade com 2.200 km/h em 4 de  Novembro de 1970.


Em 1971, o Concorde começou sua turnê internacional, com vôos de demonstração e posando em vários aeroportos do mundo, reunindo multidões de curiosos que queriam ver o tal avião bicudo.


Em 21 de Janeiro de 1976, o avião começou a realizar vôos comerciais com destino de Paris ao Rio de Janeiro com escalada na cidade marroquina de Dakar.
Voar num Concorde naquela época, era sinônimo de ser uma pessoa abastada e totalmente sintonizada com a modernidade.


Em 2001, após o atentado de 11 de Setembro, os vôos intercontinentais diminuiram e as viagens pelo Concorde ficaram inviáveis.
Seu último vôo foi no dia 26 de Novembro, encerrando uma página da história da aviação mundial.







Em 1979, nos cinemas, entrava em cartaz o filme Aeroporto - O Concorde, o quarto e último filme catástrofe da série Aeroporto. A história se passava em plena época da Guerra Fria, onde uma negociante de armas tenta destruir o supersônico, que escapa do ataque e faz um pouso forçado no Alpes.


Em 1975, com o auge do supersônico, o maestro Franck Pourcell lança o álbum Concorde com uma música instrumental dedicada ao famoso avião.
A música foi amplamente usada no programa Sílvio Santos, aos Domingos.

Você irá gostar também

1 comentários

  1. Eu tenho o disco do Franck Pourcel, que foi lançado no Brasil em 1976. Vou colocar a minha foto do álbum nos comentários do Facebook.
    Um lindo avião, mas que deixou de ser fabricado, na verdade, por um terrível acidente que chocou o planeta em julho de 2000. A causa foi um metal deixado por outro avião no Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. O metal perfurou o pneu do supersônico, e o impacto fez o metal furar a parte da asa esquerda, onde estava o tanque, fazendo o avião entrar em combustão durante a decolagem e cair logo em seguida.
    Uma pena o Concorde ter tido uma vida tão curta. Mas a gente não pode negar que ele fez história.

    ResponderExcluir